Decidir-se por uma aquisição de um livro impresso ou um livro digital (e-book) tem sempre muitas questões a serem ponderadas. Vejamos algumas ponderações de leitores brasileiros:

Um livro impresso não precisa de uma fonte de energia para funcionar, mas com um e-book, você pode ler e reler diversas vezes, sem precisar de se preocupar com deterioração do livro.

Um livro digital deveria ser muito mais barato, já que não possui os custos de impressão e de distribuição do livro impresso. A diferença entre as duas modalidades ainda prendem o leitor ao livro físico.

Existe uma grande parcela da população que até leem e-books, já outra parte preferem o toque, o cheiro, a textura do livro impresso.

Uns acreditam que ambos andarão juntos e haverá espaço tanto para o e-book quanto para o livro impresso, já outros dizem que chegará um tempo que o livro impresso não terá lugar mais nas prateleiras por N motivos, sejam pela causa verde ou pela tecnologia atrair melhor a atenção com o desenvolvimento de livros interativos/multimedia.

Muitos só preferem e-books quando são grátis e outros só compram livros se for extremamente necessário.

Uns tem livros em estantes que necessitam de espaço físico e outros possuem prateleiras de livros virtuais com vários e-books baixados, que necessitam de espaços digitais – mas, existem pessoas que nem leem os livros impressos, nem os digitais.

Livros impressos estão relacionados à posse, enquanto que os e-books estão relacionados ao acesso.

E você? Quais suas considerações sobre os livros impressos e os e-books?
Deixe seu comentário aqui em baixo!

por Marcos Tulio G da S Jr